José Waldemar de Alcântara e Silva

Waldemar de Alcântara

Waldemar de Alcântara

Natural de Anacetaba, atual município de São Gonçalo do Amarante, Waldemar de Alcântara nasceu no dia 12 de abril de 1912. Em 1928, aos 16 anos, veio para Fortaleza aprimorar os estudos no tradicional Colégio Castelo, no Liceu do Ceará e no antigo Colégio São João.
Desde de muito novo, ainda na cidade natal, Waldemar queria ser médico. Com esse objetivo, ao concluir os estudos em Fortaleza, seguiu para a Bahia onde foi admitido na Faculdade de Medicina da Universidade desse estado, formando-se em dezembro de 1938. Quando retornou ao Ceará fez especialização em cardiologia e em Saúde Pública.
Em 1940, Waldemar de Alcântara assumiu o cargo de médico sanitarista do Departamento de Saúde Pública do estado do Ceará. Em 1944, participou do grupo fundador do Instituto do Câncer do Ceará e, quatro anos depois, da criação da Faculdade de Medicina do estado, onde exerceu cátedra de Doenças Tropicais e Infecciosas.
As atividades que exerceu, ao longo da vida, como médico e político, foram bem diversificadas. Com relação ao Instituto do Câncer do Ceará, o médico Newton Gonçalves, em depoimento dado ao jornalista Blanchard Girão, assinala que: “mesmo nas épocas em que estava muito ocupado com a política, mesmo quando no exercício das mais altas funções legislativas ou administrativas, como deputado, senador, ou como Governador do Estado, ele nunca se desvinculou do Instituto. Chegava lá como uma pessoa comum, na sua camioneta particular, e vinha reunir-se conosco, em pé de igualdade com os demais. Estava ali o médico, na plenitude do seu fervor pela vocação de seu mister”.
Já como aposentado, continuou participando das reuniões do ICC. Waldemar de Alcântara foi o primeiro presidente do Instituto, exercendo esse cargo até sua morte, em 10 de dezembro de 1990.

Fonte: página do Hospital do Câncer do Ceará (ICC)